O perdão é a chave | Mamãe Recomenda

22 de janeiro de 2013

O perdão é a chave

Todos os dias lamentamos aquilo que é preciso fazer, planejando um dia mudar de vida. Sonhando com a felicidade que acreditamos estar no dia em que pudermos fazer somente aquilo que gostamos. 

Como procrastinadora profissional, eu deixo para fazer o que é preciso, somente quando é urgente! E comecei a notar, que dessa forma, também na vida, o que é preciso acontecer só se realiza depois de muitas tentativas frustradas. 

eu
Catherine McCartney
A lição que precisamos aprender é testado em provas, como na escola. Se você aprendeu bem, passa para a lição seguinte com louvor e crédito. Se for não, receberá uma prova muito mais difícil. Não aceitar a realidade das coisas e daquilo que precisamos fazer, só acarreta mais sofrimento e desperdício de energia.

É duro se sentir pleno e feliz diante de uma pilha de roupa para passar ou de uma pia cheia de louça suja! Mas, se passarmos a tratar esses trabalhos corriqueiros como desafios diários, lições que nos preparam para a prova, mudamos sua conotação. E pode parecer loucura, mas que dá uma grande satisfação a transformação do amassado para o liso, do sujo para o limpo, do bagunçado para o arrumado, isso dá!

E tudo isso não é coisa de dona de casa frustrada fazendo filosofia barata não! Aplique a regra em qualquer situação! Um bom trabalho realizado enche nosso íntimo de orgulho, da mesma forma que fazê-lo de qualquer jeito ou não fazê-lo, alimenta uma frustração diária e tóxica! 

Assim como uma louça suja que tardamos em lavar, que desperta a sensação de casa bagunçada, os sentimentos que nutrimos pelos outros, e principalmente, por nós mesmos,  também nos dão essa mesma sensação. Fazer aquilo que detestamos todos os dias, agride nosso ego, que ferido, nubla a visão para novas possibilidades. Consumidos pela culpa e até pela autopiedade, podemos perder a oportunidade de descobrir que negar nossas escolhas é o que, de fato, nos frustra! Aquele chefe e o trabalho que tanto maldizemos foi uma escolha, motivada pelas necessidades, que também escolhemos ter. 
consciencia
Damian Michaels

Há quem proteste, mas no fundo há de concordar, que nós não nos empenhamos 100% em nossas escolhas. Aliás, temos a tendência de alegar, que o que incomoda são os outros, mas saber dessa verdade, mesmo que inconscientemente, desperta a culpa, a vergonha e aquela certeza de que precisamos ser punidos por continuar errando. A punição está em manter-se no emprego ou num relacionamento ruim, ou em nem manter-se empregado ou permitir relacionar-se bem.

Mais danoso ainda é apegar-se a velhas crenças, acreditar que apenas uma religião é capaz de curar nossos males internos e externos. Pelo contrário, muitos dos nossos males, dos nossos medos e vergonhas são baseados em crenças equivocadas de uma perfeição não-humana e hipócrita imposta por uma má interpretação religiosa. Claro que as religiões são guias preciosos, que nos ajudam a ir de encontro ao longo caminho da evolução espiritual, se aplicados ao bom senso individual.
amor
Damian Michaels
Em todas as crenças, a lição primordial é o amor. E fazer tudo com amor, só pode trazer bons resultados. O perdão é a chave. Perdoar a si mesmo por não ser perfeito, por não ser como todos gostariam que fôssemos, perdoar os erros que cometemos, perdoar nossas limitações. E perdoar a si mesmo, nos faz ser mais compreensivo com os outros, pois eles deixarão de ser os espelhos, que refletem nossas imperfeições.

Eis algumas preciosas lições, que encontrei num livro também precioso: O Livro de Mirdad:

"(...)Deixai as coisas como elas são e não vos esforceis para modificá-las, porque elas parecem ser o que parecem devido a parecerdes ser o que pareceis. Elas não vêem nem falam se vós não lhes emprestardes vista e fala. Se elas vos falam asperamente, atentai unicamente para vossa língua. Se vos parecem feias, examinai em primeiro e último lugar vosso olho.(...)"

"(...)Basta que penseis eu, e um mar de pensamentos se agitará dentro de vossas cabeças. Esse mar é uma criação de vosso eu, que é, ao mesmo tempo, o pensador e o pensamento. Se tendes pensamentos que apunhalam, que mordem o despedaçam, ficai certos de que somente o eu-em-vós lhes deu o punhal, os dentes ou as garras.(...)"

"(...)Conforme for a vossa Consciência, assim será o vosso eu. Conforme for o vosso eu, assim será o vosso mundo. Se o vosso eu for claro e tiver um significado definido, vosso mundo será claro e terá um significado definido; então vossas palavras jamais serão confusas e as vossas obras jamais serão ninhos da dor. Se o vosso eu for obscuro e incerto, vosso mundo será obscuro e incerto; e vossas palavras serão emaranhadas e confusas e as vossas obras serão ninhos de dor.(...)"

"(...)Ele põe uma cerca para que aquilo que lhe é estranho não entre, e estabelece outra para aquilo que lhe é afim não saia. no entanto, o que está para fora da cerca se põe a passar para o lado de dentro, e o que está dentro se põe a passar para o lado de fora, pois sendo ambos prole da mesma mãe - e também o vosso eu - não podem ser separados. 

E vós, em vez de vos regozijardes com a sua feliz união, tornais a cingir-vos para o infrutífero trabalho de separar o inseparável. Em vez de estabelecerdes a divisão de vosso eu, despedaçais a vossa vida na vã tentativa de fazer uma cunha com a qual possais separar aquilo que pensais ser o vosso eu daquilo julgais não ser o vosso eu. Eis porque as palavras dos homens são embebidas em veneno. Eis porque são os seus dias ébrios de tristeza. Eis porque são as suas noites tão atormentadas pela dor.(...)"

13 comentários:

  1. Oi Marcinha querida!
    Adorei, minha linda! Tudo a ver com as minhas reflexões do momento! Engraçado que quando usamos exemplos simples, percebemos o quanto nos maltratamos ao lidar com a falta de visão para reconhecer o que nos aborrece e o que nos faz feliz. Rotina é cansativa e até frustra, mas quando mudamos a forma de vê-la, nem que seja acrescentando algo diferente nela, automaticamente temos a sensação do diferente e novo e isso nos deixa aliviados. É hora de aprendermos a tratar-nos com gentileza e carinho. Respeitando os nossos limites e compreendendo que não precisamos ser perfeitos para que as coisas funcionem e tragam recompensas. Amar é o estágio máximo, porém, antes disso, temos que aprender a perdoar aos outros por não corresponderem 100% às nossas expectativas e , principalmente, a nós...por sabermos que ainda estamos aprendendo, evoluindo e que tudo o que estiver ao nosso alcance, deverá ser feito. Assim a culpa diminui e a paz nos move para as conquistas.
    Você tem razão: o perdão é a chave!
    Grande beijo, minha amiga querida!
    Jackie
    (estou aqui aguardando ansiosa!!!)

    ResponderExcluir
  2. Olá, Mercia!
    É bom lê-la novamente!
    Bjs!
    Rike.

    ResponderExcluir
  3. Amor é fundamental, devemos aprender a amar a nós mesmos e nossos semelhantes. Amarmos a nós mesmos o suficiente para sermos capazes de nos perdoar, por nossos pensamentos que apenas refletem o pensador, corrigi-los e procurar seguir sem culpas. Marcia, poderia nos falar um pouco mais sobre o Livro de Mirdad, é a primeira vez que ouço falar dele e os trechos que trouxestes são excelentes.

    ResponderExcluir
  4. nossa adorei o texto,
    muito bom ser amado e vc contribuir,
    o que vc receber também.

    ResponderExcluir
  5. Jackie, mulher! Demorei muito tempo para admitir que certas coisas precisam ser feitas e pronto. Minhas escolhas definem quem eu sou, não posso ignorar o curso delas. Embora anseie por muito mais que uma pia de louça suja, ela existe e precisa ser lavada. Se eu não puder reconhecer essa simples necessidade, não posso ser capaz também de seguir adiante.
    O duro é que apesar de sabermos o que precisa ser feito, muitas vezes tentamos nos sabotar, insistindo no erro, sem entender porque a vida não anda, porque nada dá certo. O primeiro passo que dei foi o perdão; perdoei a mim mesma pelos meus erros passados, pelas minhas limitações, por não ser perfeita. O resultado foi a tolerância e o respeito aos que me rodeiam, e principalemente a mim mesma! Adorei gostar mais de quem eu sou realmente!
    Vuxi!! Chega! Pq sexta colocaremos esse e muitos outros assuntos em dia!!!
    Obrigada por comentar, flor! Bjo enorrrrme!

    ResponderExcluir
  6. Hei Rike!

    Bom tb voltar! Melhor ainda, vê-lo por aqui! Valeu a visita! Bjão!

    ResponderExcluir
  7. Ademar! Seja bem vindo! Obrigada pela visita! Obrigada por comentar!
    Quando aprendemos a nos respeitar, a amar a si mesmo, somos capazes de compartilhar esse amor verdadeiramente. Não podemos dar o que não temos não é mesmo? O perdão é a chave que abre as portas para uma nova vida, uma vida cheia de paz e amor.
    Quanto ao livro de Mirdad, do libanês Mikhaïl Naimyele, foi publicado em 1948, e faz parte da biblioteca do Rosa Cruz Áurea, uma fraternidade estudiosa da alma humana, e mostra com rara beleza e poesia o caminho para a ascensão do Homem à Deus Digamos que seria uma espécie de um Evangelho da Rosa Cruz. Certamente, ele quebra com alguns paradigmas religiosos, que cultivamos há gerações, pois afirma que temos Deus dentro de nós e não num altar ou distante. Tem passagens maravilhosas e muito inspiradoras. Recomendo a leitura, para que você tire suas próprias conclusões. Eu coloquei o link para o pdf no post, mas o livro também pode ser encontrado em livrarias.
    Muito obrigada meu querido, pela visita! Um grande abraço!

    ResponderExcluir
  8. Márcia.... maravilhoso seu post, você fala de algo muito importante e de fundamental importância para a nossa vida, que é entender que não somos e não precisamos ser perfeitos. Que perdoar as nossas carências e erros é como tirar o véu que encobre nosso orgulho.
    Perdoar é algo que vai além de desculpar, perdoar é entender o motivador, as razões de algo ter acontecido e á partir daí mudar atitudes e comportamentos em prol do bem.
    Beijo enorme no seu coração

    ResponderExcluir
  9. Valéria, mulher! Obrigada pela visita e por comentar!

    Se todos soubessem a importância de aceitar suas próprias limitações, não se envergonhar por ser diferente, por ser imperfeito.. um mundo seria outro, viu!
    A intolerância é fruto dessa vergonha que sentimos por não sermos capazes de nos perdoar. Ficamos vendo no outro nossos próprios defeitos, e isso irrita qualquer um! O negócio é amar a si mesmo, para ser capaz de amar o próximo. Recebemos essa lição no evangelho, duro é aprendê-la!

    Flor, valeu viu! Bjocas

    ResponderExcluir
  10. "Em todas as crenças, a lição primordial é o amor. E fazer tudo com amor, só pode trazer bons resultados. O perdão é a chave.",

    gostei disso, realmente perdoar é a chave, perdoar o que te fizeram e se perdoar também. Judas não conseguiu se perdoar a si e se suicidou, a maioria dos suicídios é por falta de perdão pra si mesmo, o auto-perdão. Nós precisamos nos amar sim. Jesus ensinando disse:""...perdoai as nossas ofenças , assim como nós perdoamos a quem nos tem ofendido""(o Pai Nosso)

    ResponderExcluir
  11. Pedro! Muito obrigada por comentar! Muito obrigada pela visita!
    O perdão abre nosso coração para um mundo mais tolerante. Entender que cometemos erros, que os outros cometem erros, que somos imperfeitos e aceitar tudo isso, é o primeiro passo para evoluirmos como seres humanos. Quem não se perdoa, verá em todos, o seu erro refletido. "Amar o próximo como a si mesmo" Na lição, devemos amar a si mesmo para sermos capazes de amar o próximo, não dá para dar o que não temos.
    Obrigada mais uma vez pela visita! Um abraço!

    ResponderExcluir
  12. Luiz homem! Obrigada pela visita! Agradeço mais ainda por comentar!
    Concordo com vc, é muito bom ser amado mesmo! E melhor do que ser amado, é amar a si mesmo! Pq assim, seremos capazes de reconhecer o amor do outro, e retribuir verdadeiramente.

    Muito obrigada, mais uma vez, pela visita! Volte sempre, viu! Abração!

    ResponderExcluir
  13. Orgulhosamente programei uma 'chamada' para este ótimo artigo no site agregador de conteúdo dos Blogueiros do Brasil (( http://omelhordos.blogueirosdobrasil.com/ )).

    Será publicado em 25/01/2013 , no decorrer do dia.

    IMPORTANTE : As visitas aparecerão no
    Google Analytics e em outras ferramentas
    similares como originadas na URL
    http://ads.tt/ .


    Abraços cordiais.

    ResponderExcluir

Um blog não é nada sem o seu comentário! Participe!

Você sabe o que rola por ai? O Ocioso sabe...

Siga também!

Licença Creative CommonsProtected by Copyscape Online Plagiarism Finder Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.

Link Building - Free Innovative Link Exchange, Link Trading and Link Building
Do not just trade meaningless links, trade them to build your site. Use the Link And Build Innovative Link Technology to Build and Optimize Your Websites. Fast, Easy and Very Effective.

Uptime for Mamae Recomenda: Last 30 days
Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More

 
Powered by Blogger