Aprender a dizer não | Mamãe Recomenda

31 de maio de 2011

Aprender a dizer não

Eu não gosto de dizer não. Sempre que alguém me pede qualquer coisa, eu faço de tudo para ajudar, mesmo que isso me prejudique. Não sou santa, alguns acham que isso é burrice, eu acho que é porque me coloco no lugar do outro, mas o fato é que não quero decepcionar os outros, não suporto a ideia de perder uma amizade ou o afeto de alguém. 
Por isso, eu digo sim quando eu posso e quando não posso dizê-lo também.

E dizer "sim" para alguém é dizer "não" para outro. Um paradoxo que pode causar - e já causou - sérias implicações, pois dizer "sim" a alguém, que pouco nos importa, é dizer "não" a quem realmente é importante. Dizer "sim" a algo que não gosto, é dizer "não" a algo ou alguém que amo. Dizer "sim" para uma porção de coisas sem sentido, foi um redondo "não" para uma porção de coisas que eram de fato relevantes.
O resumo disso tudo é que eu ainda não aprendi a respeitar a mim mesma. Não valorizo meu tempo, nem as pessoas que me importam, nem o que é realmente importante para mim.  Sou tão consciente disso, como do quanto essa atitude me prejudica. Então, o martírio recomeça, quando penso que posso estar sendo egoísta se passar a pensar apenas nos meus interesses, fazendo algo ao outro somente se a mim servir.


 Porém, se eu não respeitar meus objetivos e sonhos, então quem é que vai respeitá-los? Se eu não pensar que eles são importantes, quem vai pensar que são? Se eu não dizer não a coisas que eu não acredito, então quem é que vai dizer não para mim? Se eu não dizer sim aos meus objetivos e sonhos, quem irá me ajudar a dizer sim para eles? Quando vou dizer não para o real, e finalmente dizer sim aos meus sonhos, e o mais importante, a mim mesma?

Se você sofre do mesmo mal que me aflige, pode entender o dilema que vivo! E se ainda tem dúvidas do problema, faça essas simples perguntas:  Você já disse sim a um trabalho insatisfatório? Sim para relacionamentos destrutivos? Sim para as pessoas que não respeitam o seu tempo? Sim para as pessoas que não gostam de você? Sim para um trabalho que você não gosta? Sim para atividades que você detesta?  É isso que você quer? Você está sendo fiel a si mesmo? 

A escritora Celestine Chua, eleita umas das melhores gurus de treinamento pessoal do mundo, dá uma lista com 11 passos para aprender a dizer não. Ela mesma afirma, que não é fácil, mas o importante é começar a praticá-los. Vamos a eles:

1- Conheça as implicações do sim

Muitas vezes dizemos sim, porque a ideia do "não" incomoda, mas nem sabemos o porquê. Antes de submeter-se a fazer algo que realmente não gostaria, pense o que irá deixar de lado e por quanto tempo. Tenha uma visão clara do que você irá sacrificar. Quais serão as implicações do sim? Quem ou o quê receberá o não em detrimento desse sim? Quando vemos com clareza o que iremos perder, temos uma razão para dizer não!

2- Tempo é mais precioso que dinheiro

Normalmente, quando as pessoas nos pedem algo, que a principio achamos que não irá tomar muito tempo, motivados pela sensação de camaradagem, de ajuda, de simpatia, topamos de cara! Afinal, são 10, 15 minutos a mais, certo? 
Você pode continuar a dizer sim para recados, solicitações e pedidos de ajuda, mas você nunca vai ser capaz de viver a vida que você deseja. Como cada pequeno pedido, pode levar apenas 15 minutos, outros poderão levar horas ou até um dia. Somando-se vários pequenos pedidos, pense em termos de meses e anos, e pense em todos os anos que você está deixando de dedicar a si mesmo, ao seu próprio crescimento.
Tempo é mais precioso do que dinheiro, porque enquanto você pode ganhar dinheiro de volta, você nunca pode voltar o tempo. Depois de perder seu tempo, você o perde para sempre. O momento não pode ser recapturado. Por isso,  valorize ​​o seu tempo - é seu bem mais precioso e você precisa ser muito consciente de como gastá-lo. Participar de atividades que têm relevância para as suas necessidades, e em tudo que fizer e participar, dar tudo de si. Isso é o que significa viver a vida ao máximo.

3- Dizer "não" pode ajudar

Pensamos que dizer "não" pode fazer a outra pessoa se sentir mal, que estamos sendo  egoístas, que as pessoas vão ficar com raiva, que estamos sendo rudes. Embora estas impressões decorram de boas intenções em nós, a maioria destes medos são frutos da nossa própria insegurança. Se quem precisa de ajuda, realmente lhe tiver apreço ou bom senso, vai entender quando você disser que não pode ajudá-lo naquele momento.
E se a pessoa não entende e fica infeliz, dizer sim pode não ser uma solução para o problema. Afinal, você pode dizer que sim uma vez, mas você não pode dizer "sim" para o resto de sua vida só para agradar uma pessoa. E quantas pessoas que você precisa para continuar a dizer sim antes que você finalmente tem a dizer não? Em tal cenário, há ainda mais razões para dizer não para que você possa deixar a outra parte aprender a resolver seus próprios problemas.

Dizer não é correto e é parte integrante da vida. As pessoas dizem que sim e não o tempo todo neste mundo. Você não é definitivamente a única pessoa a dizer não a alguém. Então não se preocupe com isso. Ser respeitoso em sua comunicação é mais importante.

4- Use o meio que lhe seja mais confortável

Se dizer não cara a cara for difícil, peça um tempo para ver como pode ajudar. Se for preciso dizer não, utilize-se da tecnologia para fazê-lo. Isso dependerá do nível de intimidade que você tiver com o outro, mas um telefonema, um email pode ser uma boa maneira de explicar seus motivos para a recusa. 

5- Seja simples e direto

Fazer a pessoa saber porque você não pode ajudá-lo, e dar uma breve explicação por que você está dizendo não. Às vezes um simples "não está tudo bem", "Sinto muito, mas não atende as minhas necessidades no momento", "Eu tenho outras prioridades e não posso trabalhar com isso no momento" ou "talvez na próxima" . Não há nenhuma necessidade para o excesso de explicações, pois isso não é relevante para o problema, e ainda pode levar a outra parte a tentar mudar a sua postura, quando tudo que você quer fazer é comunicar uma mensagem de "Não, obrigado". A não ser que haja certas coisas que você esteja aberto a discutir e negociar, caso contrário, não se estenda.

6- Seja respeitoso

Muitos dizem sim, com medo de não serem compreendidos. Mas, se você responder com clareza e respeito ao problema do outro, ele também respeitará os seus motivos.

7- Sugerir uma alternativa

Se você for como eu, certamente não irá se contentar em apenas dizer não e pronto. Se depois de analisar, refletir e decidir que não pode ajudar, mas mesmo assim gostaria de fazer algo, você pode sugerir uma alternativa ao problema, ou sugerir uma outra pessoa, mais indicada para o problema em questão. Muito embora, esse tipo de ajuda só venha a compensar o fato de nós mesmos não termos ajudado. Assim, essa possibilidade só deve ser levada em conta, quando não há culpa em dizer "não".

8- Seja menos acessível

Você não pode salvar o mundo. Não dá para ajudar a todos que necessitem de ajuda. Mas, estar acessível aos problemas de todos pode causar um certo tumulto na vida. Assim, defina quanto tempo você pode dedicar. Não responda prontamente a todos os pedidos. Pense. Priorize.

9- Anote tudo

Escrever sobre como dizer não é muito útil, quando temos dúvidas se devemos dizer sim. Escreva tudo o que está em sua mente, que inclui o que você realmente quer dizer para a pessoa. Enquanto estiver fazendo isso, às vezes você pode descobrir frustrações reprimidas. Isso é bom. Continue escrevendo. Embora possa parecer confusos sobre como exatamente dizer não, a resposta vai começar a formular-se em meio as suas conclusões. Continue escrevendo e logo estará claro o que você realmente quer, e como dizê-lo. Assim que estiver pronto, leia o que você escreveu e descubra que atitude é a mais correta a tomar.

10- Demore para responder

Quem tem um problema tem pressa em resolvê-lo. Se você demorar para responder, claramente se mostrará resistente em ajudar, assim pode evitar o constrangimento de ter que negar ajuda.

11- Não dizer nada também é uma forma de resposta

Se não for um pedido especial, que não seja importante para você, não se preocupe muito com isso. A vida continua para todos. Mas se for pessoal, basta enviar uma nota curta para dizer não, assim o outro não fica sem uma satisfação.
Se você já disse que não e que a pessoa ainda persiste, não responder também é uma opção.


As dicas são ótimas, porém bem conhecidas e óbvias. Duro mesmo é praticá-las. Conheço gente que não tem o menor problema com isso. Admiro e invejo. Quem sabe um dia, eu ainda aprendo!


fonte: The Personal Excellence Blog
Imagens:  No, No, No, Just say No

Um comentário:

  1. Minha amiga querida!
    Acabei de ler esse maravilhoso texto (embora já tivéssemos falado sobre ele pelo telefone...rsrs) e sou totalmente a favor do "Não" libertador, que não nos corrompe e nem nos escraviza para beneficiar aos outros! É bem isso mesmo, como você escreveu; muitas vezes, dizer apenas sim, sem avaliarmos o momento e nossa capacidade, representa dizer não a quem ou ao que nos importa de verdade!
    Sua análise está perfeita, querida, e não tema em dizer não quantas vezes forem necessárias! Quem nos ama de verdade ou tem por nós a consideração devida, certamente entenderá que nem todas as vontades ou caprichos podem ser atendidos!
    Grande beijo,
    Jackie

    ResponderExcluir

Um blog não é nada sem o seu comentário! Participe!

Você sabe o que rola por ai? O Ocioso sabe...

Siga também!

Licença Creative CommonsProtected by Copyscape Online Plagiarism Finder Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.

Link Building - Free Innovative Link Exchange, Link Trading and Link Building
Do not just trade meaningless links, trade them to build your site. Use the Link And Build Innovative Link Technology to Build and Optimize Your Websites. Fast, Easy and Very Effective.

Uptime for Mamae Recomenda: Last 30 days
Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More

 
Powered by Blogger